Tags

, , , ,

Essas ultimas semanas não estão sendo as mais fáceis.

E durante esse período que faz parte do processo de estada na olaria, a oração de Habacuque tem preenchido as lacunas do meu coração. Que oração poderosa a de Habacuque!

Eu não vejo tanto poder em outras orações descritas na Bíblia como na oração de Habacuque. Que convicção, que fé, que fidelidade e quanta certeza do amor inabalável do Pai!

“Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação. O SENHOR Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.”

O poder não está em determinar nada, nem em ordernar com fé e ver as coisas acontecerem. Falo do grandioso poder que se esconde em determinar para cada coisa o valor que lhe é devido. Nada mais, nada menos.

O poder de esperar, e saber que as coisas podem não melhorar. Aliás, elas podem até piorar. Pode ser que aquele sonho NUNCA se realize. Que o filho nunca seja gerado. Que aquela porta de emprego não se abra. Que o casamento acabe. Que o ministério seja totalmente diferente do que você projetou para si mesmo. Que o casamento nunca chegue. Que não haja cura para a doença. Que a dor não passe. Deus continua sendo Deus!

Servir a Deus não significa uma vida de sonhos, e êxitos incontáveis. Significa ser amado, e nunca estar só em meio ao deserto.

Significa que você não precisa sofrer tudo o que as outras pessoas sofrem vivendo as mesmas situações, porque há consolo para nós! As nossas dores, temores, tristezas e frustações podem ser levadas ao altar, e ali, o Pai irá produzir cura para nós. E ai amado, andaremos mais uma, duas, três milhas. É assim que o poder do Pai nos aperfeiçoa.

Jesus orou insistentemente no jardim para que o cálice passasse dele, mas acrescentou: “contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua”. Evidentemente, não era essa a vontade de Deus, porque Jesus bebeu o cálice até a última gota.

É preciso passar pelo processo até o fim, para o que o vaso seja útil. É necessário beber até a última gota do cálice para que a obra seja completada.

É  interessante que Habacuque começa a oração pedindo um grande avivamento no meio do povo. Eu vejo aí, uma íntima ligação, entre o processo de olaria e o avivamento, entre a última gota do cálice e o avivamento. Não há avivamento sem o cálice do sacrifício, sem a quebra e a restauração do vaso.

Talvez você esteja no meio do processo, e sinta assim como eu, que já não é uma fase, mas que talvez sua casa esteja sendo construída na olaria, pois ali será sua morada, e assim sem entender nada, vai prosseguindo acreditando que é o nome do artista que dá valor ao vaso.

Amado, hoje eu quero te encorajar a beber até a última gota, e a descansar, enquanto o oleiro quebra o vaso, amassa, limpa, e retira os excessos do barro antes de moldá-lo novamente, e enchê-lo até transbordar. Lembre-se de que o oleiro não usa luvas, e durante esse processo, são as digitais d’Ele que serão impressas em você.

Que essa seja a nossa oração todas as manhãs. Que NADA tenha mais valor que o artista. Nem o vaso, nem o conteúdo dele. Porque TUDO o que temos, vem d’Ele. Nossas famílias, nossos empregos, nossos bens. Mas NADA disso tem mais valor que Aquele que assina o vaso.

“Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação. O SENHOR Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.”

Até a última gota, até o último caco. Eu me alegrarei no Senhor exultarei no Deus da minha salvação. O SENHOR Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.

“Perto quero estar
Junto aos teus pés
Pois prazer maior não há
Que me render e te adorar

Tudo que há em mim
Quero te ofertar
Mais ainda é pouco, eu sei
Se comparado ao que ganhei

Não sou apenas servo
Teu amigo me tornei

Te louvarei, não importam as circunstâncias
Adorarei, somente a ti, jesus”