Tags

, , ,

O que fazer quando o sol demora pra nascer? O que fazer diante da dor que dilacera nossa alma? Como agir diante da irremediável morte? Quando não existem mais expectativas, quando a esperança é uma ilusão? Quando a figueira insiste em não florescer? Quando o silêncio é ensurdecedor?

O que fazer quando não há mais nada que possa ser feito?

A dor pode ter diversas fontes. Pode ser fruto de uma circunstância da vida, pode ser a colheita da semente que plantei, pode ser fruto de escolhas equivocadas, pode ser o oleiro preparando a argila, pode ser o oleiro retirando os excessos, pode ser que suas muletas estejam sendo retiradas…

O fato é que qualquer que seja a origem da dor, só temos um caminho a trilhar, o caminho da confiança absoluta, esse caminho que nos leva a descansar dentro do furacão. É essa confiança que me leva a ver além das nuvens escuras que embaçam meu olhar nesse momento, é ela que me faz imaginar tudo sem compreender nada. E na verdade não precisamos entender, precisamos confiar que em meio a dor, o OLEIRO está debruçado sobre nós, procurando as pedras que precisam ser retiradas, e acredite, são muitas as pedras.

A pedra da falta do perdão, a pedra da arrogância, a pedra da auto-suficiência, a pedra do julgamento, do linguajar pesado, da falta de compaixão, da motivação errada.

Independente da origem da tua dor, o Pai, deseja tratar essa dor, e transformar esse momento de solidão e angústia em um momento de íntima comunhão com Ele. E isso acontece amados, quando deixamos de lado a vítima que se esconde em nós, e derramamos nossos corações aos pés do altar.

Quando nós fazemos isso, podemos entrar no descanso do Abba, confiando que “todas as coisas cooperam”, e que o melhor Ele fará.

Eu posso todas as coisas NAQUELE que me fortalece. Posso passar pelo furacão, posso atravessar o deserto, posso dormir na cova com os leões, posso sim beber meu cálice até o final! A graça d’Ele me basta!

A sua dor não é o fim amado, só parece que é… Não se desespere!  O seu trabalho é descansar, enquanto o OLEIRO incansável se debruça sobre você, aperfeiçoando,  aperfeiçoando, aperfeiçoando até ser dia perfeito!

É Meu somente Meu todo trabalho
E o teu trabalho é descansar em Mim
É Meu somente Meu todo trabalho
E o teu trabalho é descansar em Mim…

Que a oração no seu coração seja de entrega neste dia querido! Que você possa entregar o seu sofrimento, as suas incertezas, suas dores no altar. Confie, e espere. Você pode não entender, mas o OLEIRO vê o vaso pronto, Ele sabe exatamente qual será a sua utilidade.

Creia no milagre. Não no milagre que Ele pode fazer nas suas circunstâncias, creia no milagre que Ele está realizando em você!

“Pode ser que o sol
Pela manhã não volte a aparecer
Pode ser que talvez
Esqueçam o que eu realizei

Porém eu não perderei a fé
Nem deixarei

De confiar em Ti
Confiar em Ti
De joelhos em amor eu vou viver
Milagres ocorrem quando
De joelhos estou…

Pode ser que a dor
Um dia se transforme em amor
Pode ser que, afinal
Ao invés de angústia
Tudo seja paz

E quando o bem vencer o mal
Não deixarei…

De confiar em Ti
Confiar em Ti
De joelhos em amor eu vou viver
Milagres ocorrem quando
De joelhos estou…”